Teste de provocação oral com alimentos

Teste de provocação oral com alimentos

O teste de provocação oral pode ser utilizado  tanto para a confirmação do diagnóstico de alergia alimentar quanto para verificar se um paciente sabidamente alérgico ainda apresenta reações alérgicas, ou seja, para verificar aquisição de tolerância (cura da alergia alimentar).

O teste de provocação oral com alimentos para confirmar o diagnóstico de alergia alimentar consiste na exclusão total do alimento suspeito por um período (4 a 6 semanas) e depois voltar a introduzi-lo  para observar se os sintomas de alergia melhoram e pioram, respectivamente, com a exclusão e posterior exposição daquele alimento suspeito.

Caso o paciente apresente sintomas alérgicos, a alergia está confirmada e o paciente será orientado a manter a dieta de exclusão desse alimento.

No teste de provocação oral com alimentos a apresentação do alimento a ser utilizado (cru, cozido ou derivados), a sua quantidade e o tempo de exposição é individualizado, de acordo com o  tipo de reação alérgica apresentada.

O teste de provocação oral deve ser feito sob supervisão de um médico.

Pode ser realizado em ambiente hospitalar, no consultório ou em  ambiente domiciliar e  irá depender do tipo de reação alérgica apresentada por aquele paciente.

No caso das crianças em aleitamento materno exclusivo, a provocação oral será feita excluindo e  introduzindo o alimento suspeito na dieta materna. Sendo necessário orientar a mãe como realizar a exclusão do alimento sem que prejudique seu estado nutricional e a produção do leite materno.

Dra Pilar Blanco

Alergista e Imunolgista Infantil